9.6.06

Não quero ser “crente”!

Não quero ser “crente”, porque hoje virou status, e muitas vezes sinônimo de ‘não exemplo’;

Não quero ser “evangélico”, porque ser evangélico, virou sinônimo de viver justamente de modo contrário ao que os evangelho ensina.

Não quero ser “cristão”, porque ser cristão hoje, não é viver como Cristo viveu, mas como o “capitalismo evangélico” diz que deve ser, “você não nasceu para ser cauda”, você não nasceu para sofrer, “ você não nasceu pra isso ou aquilo”...

Não quero ser “protestante”, porque hoje não protestamos absolutamente nada, haja vista nossa sociedade protestante que aceita coisas que a Bíblia condena veementemente, como divórcio, por exemplo, não protestamos contra o sistema corrupto, que não traz nada de bom a sociedade toda, alguns só enriquecem as custas de uma massa acéfala, amorfa e acrítica, enquanto minorias são relegadas, lembremos que Jesus, lidava com prostitutas, cobradores de impostos, cegos, leprosos, e nossas “igrejas” estão repletas de “homens saudáveis”, os excluídos não possuem espaço, são “pecadores”, NÃO SERVEM PARA “NOSSA IGREJA”, que hoje costumamos falar que “estão fora do perfil”;

Não quero ser “pastor”, porque hoje o status tomou lugar do chamado genuíno para alguém que deveria cuidar de pessoas e não de agenda, ou fazer política de púlpito.

Não quero ser “teólogo”, porque hoje acham que teólogos estão acima de outros cristãos, mas eles se esquecem de que são chamados para servir.

Não quero ser da Igreja A, B ou C, porque hoje igreja virou sinônimo de um “encontro” e muitas vezes não muito fraternal, hoje vivemos debaixo de dogmas ou “doutrinas” que nadam se parecem com a Bíblia, hoje o mais importante é ordem do culto, ou seguir as “normas” da igreja.

Não quero nada disso...


Quero apenas ser lembrado que sou apenas UM PECADOR REDIMIDO.

Redimido por alguém que eu não conhecia, que pagou e paga o preço todos os dias porque continuo sendo eu mesmo, que sou alguém que inegavelmente irá nega-lo em algumas de minhas atitudes, alguém que não ama como ele ama, alguém, que muitas vezes o esquece, mas mesmo sendo UM PECADOR, Ele por amor me REDIMIU.

Que ser sim lembrado por ser pecador, um pecador redimido, por que Jesus, veio, humilhou-se, esvaziou-se, foi cuspido, chicoteado, para Pecadores como eu, por isso quero ser lembrado, não pelo que fiz, mas pelo que Ele foi capaz de fazer por mim.

MORRER EM MEU LUGAR!

14 comentários:

Anônimo disse...

Oi Rodrigo!
Vc desabafou geral, em!! Valeu!
Fale essas coisas a Jesus, que Ele tem Poder para modificar tudo e vc sabe disso!
Eu sempre digo, que ser crente é uma grande responsabilidade e que nao é uma brincadeira, ou é 8 ou 80 ou é frio ou quente. E para mim um crente deve ser QUENTE.
Marta
martaemaurizio@hotmail.com

Anônimo disse...

Esqueci de dizer: é a segunda vez, que entro aqui. e descobri o seu site por acaso.
Marta

Volney Faustini disse...

Muito bom seu texto Rodrigo - sereno, objetivo e profundamente revelador. Que os muitos irmãos que acompanham o seu viver e seu exemplo se inspirem no seu texto e na sua vida.

Fique na paz!

Rodrigo Fonseca Silva disse...

Marta e Volney

Fico feliz e contente, em saber que não sou o único entre tantos, que sabe que a vida cristã é mais do que palavras.

Minha oração é que Jesus depserte os corações dos tantos milh~es que se dizem cristãos , para viver o que o Cristianismo é em essência... AMOR... e não "capas"

Anônimo disse...

Rodrigo....
Vc foi bm profundo em sua avaliacao, e literalmente e o q penso, menos o q vc diz sobre o sacrificio de Cristo, q eu naum pensei.
E realmente Deus te usou p me mostrar a verdade q eu naum queria ver.
Q Deus te abencoe muito!!!!!!
Bjuss


K@U!!!!!!!

Tonho disse...

Fala Rodrgo,

Mano, passei por aqui e li seu texto. Eu já tive essas crises com nomes... teve uma época que resolvi me apresentar como "seguidor", pra não ser confundido com outras linhas com as quais não me identificava.

Porém, fato é que desde a fundação da igreja, sempre existiram maus seguidores do Caminho, maus cristãos, maus evangélicos.

É falso imaginar um passado glorioso onde essas palavras tinha peso para todas as pessoas. Em todas as épocas, sempre foi a minoria que pegou no pesado, na cruz.

Por outro lado... acho que não me identificar com a maioria é traição. Porque dentre os evangélicos, cristãos, protestantes e pastores, existem os picaretas obviamente. Mas também existem "n" irmãos que estão sinceramente buscando o Reino. Talvez mal orientados, mas tentando.

Eu quero ser chamado de cristão para me identificar com eles. Pra dizer: "Penso diferente, mas estou a seu lado"... para podermos nos ajudar.

Eu acho que ser parte da Igreja é aceitar o pacote todo... aceitar os bons e toda a porcaria que vem junto... é aceitar ser rotulado por causa dos picaretas. Isso é comprar a briga, ser parte da comunidade. Nossa luta é tentar transformar isso de dentro, compartilhando tudo em amor.

O desafio não é arrumar um nome novo (pecador redimido), mas ajudar a resgatar o significado dos nomes velhos.
Por isso, EU QUERO SER CRENTE!
É wílson aí!

Rodrigo Fonseca Silva disse...

Tonho...

Você conseguiu acertar em cheio o tipo de cristão que sonho que as pessoas sejam, não apenas uma massa, mas sim pessoas, que conhecem, que sabem o porquê e que buscam, como você bem disse, sinceridade.

Eu também não apenas quero ser crente, no melhor sentido da Palavra, quero poder ser reconhecido como cristão, como nossos queridos irmão em Antioquia.

Não quero me rotular, quero ser "reconhecido" como alguém que vive. alguém que está rumo a Jerusalém Celestial, sem esquecer-se da implantação do Reino.

Quero ser alguém, que possa dizer como Paulo: " Combati o bom combate, guardei a fé" A FIM DE CUMPRIR A CARREIRA QUE ME FOI PROPOSTA...

qUERO SER CRENTE, CRISTÃO, protestante sim... Só não quero ser confundido com modismos...

Valeu pelas gratas sugestões e lembranças... É bom saber que temos amigos que estão precoupados "com o pacote todo"...

Gustavo disse...

ficou bem inetressante seu post
abracos

Éverton Vidal disse...

Gostei muito deste texto Rodrigo.
E também dos excelentes comentários.
Parabéns.
Inté!

Anônimo disse...

Rodrigo,li o comentário, é muito
válido o teu pensamento. Mas...
cuidado, fique ao lado de Jesus
sem tanto radicalismo, isso pode
te trazer grandes perdas.

Anônimo disse...

Rodrigo, você é muito especial pra Deus. Já pensou se todos as pessoas tivesse seu pensamento? O Ide de Jesus estaria falido. Deus é misericordioso e ama você assim como você é. Deus conta conosco, Ele não vai descer aqui na terra e se materializar para fazer a sua obra. O verdadeiro exemplo de um cristão é o do Senhor Jesus Cristo. Paz!!!

camila disse...

umm vc prescisa de um pouco + de fé num achas ???/

Jesus Único Salvador disse...

É tudo tão simples, olhe apenas para Jesus!
Graças a Deus, a pregação do Evangelho de Cristo tem se expandido numa intensidade maravilhosa. Jesus tem pressa em resgatar vidas preciosas que ainda não entendem ou, ainda não despertaram em seus corações, a sede em buscar viver as promessas que foram dadas, de graça e com amor, há muitos e muitos anos atrás.

Reflitamos nessa passagem:
“E partindo dali, chegou à sua pátria, e os seus discípulos o seguiram.
E, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos ouvindo-o se admiravam, dizendo: De onde lhe vem estas coisas? E que sabedoria é essa que lhe foi dada? E como se fazem tais maravilhas por suas mãos?
Não é esse o carpinteiro, filho de Maria e irmão de Tiago e de José, e de Judas e de Simão ? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizam-se nele. E Jesus lhes dizia: Não há profeta sem honra senão na sua pátria entre os seus parentes, e na sua casa. E não podia fazer ali obras maravilhosas: somente curou alguns poucos enfermos impondo-lhes as mãos. E estava admirado da incredulidade deles. E percorreu as aldeias vizinhas, ensinando." (Marcos 6.1-6)

Jesus “veio para o que era seu, e os seus não o aceitaram, (não o receberam)” (João 1.11). Jesus deseja sempre, fazer muito mais por nossas vidas, contudo é necessário deixá-Lo, permití-Lo agir. Precisamos nos comportar diferentes daqueles incrédulos, não repetir o mesmo erro. É preciso tirar, arrancar de uma vez por todas, a semente da dúvida plantada em seu coração, o qual não se engane, tudo isso tem endereço certo: afastá-lo cada dia mais das bênçãos e do verdadeiro relacionamento com Deus.

Jesus admirou-se de tamanha incredulidade que estava estampada no rosto, nos comentários e questionamentos daquelas pessoas. Ele não podia fazer muito por aqueles de sua própria terra. Ele poderia se retirar de imediato, como certamente muitos de nós faríamos, afinal de contas não é bom ser rejeitado, ainda mais por nossa própria casa. Mas como Ele exaustivamente faz conosco, preferiu ficar, insistir mais um pouco. Esta é a dura realidade: o tempo está correndo meu amigo e, infelizmente, vai chegar o dia em que Ele não poderá fazer mais nada por você, porque não pense que o Senhor coloca pessoas para falar com você sobre o Amor de Jesus por acaso. As pessoas que hoje Jesus colocou em seu convívio para falar Dele, para fazer com que conheça o Seu amor por você, logo partirá, pois “a seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros.” Mateus 9.37. Não perca a oportunidade, pense nisso.

É bem verdade que Ele não pôde fazer milagres como desejava e estava fazendo nas outras cidades em que havia passado anteriormente, pôde apenas curar alguns enfermos, sarar algumas dores e colocar um sorriso no rosto de alguns que ousaram crer e confiar que “Aquele Simples Carpinteiro” era muito mais do que eles imaginavam, pois O conheciam só de vista e escolheram tirar conclusões precipitadas cedo demais e, logo, perderam a oportunidade de fazer parte dos poucos que ali foram curados. Eles não faziam idéia, mas estavam diante da presença da pessoa mais importante e especial do mundo, o único homem que separou a história da humanidade, em antes e depois Dele, o Filho de Deus.

Hoje não é diferente, quantas e quantas pessoas, as quais amamos, estão presas apenas ao que seus olhos vêem, o que a letra fala, pessoas inteligentes, mas que buscam por respostas com fundamentos puramente racionais, a todo tempo, enquanto a palavra de Deus é enfática em dizer: “ Certamente a palavra da cruz é loucura para os que se perdem... pois está escrito: destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos instruídos. Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria, mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os gentios. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens... Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar as sábias e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes e, Deus escolheu as coisas humildes e desprezadas do mundo e aquelas que não são para reduzir a nada as que são, a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus.” (I Coríntios 1.18,21-24,27-29)

O que é de fato racional e plenamente explicável na vida, afinal de contas? Não há racionalidade na beleza e na magnitude da vida, como não há em ressuscitar um morto há três dias (João 11.43). Não há racionalidade em ver cegos curados, paralíticos andando, surdos ouvindo, mudos falando, alergias e câncer sumindo, alcoólatras e viciados serem totalmente transformados, lares serem restaurados. Não há racionalidade alguma em vivermos num globo terrestre gigantesco que flutua num universo. “A maioria dos cientistas já chegaram à conclusão de que é impossível dimensioná-lo, porque ele é infinito. Existem zilhões e zilhões de estrelas que nascem e morrem (explodem), meteoros gigantescos capazes de destruir o Planeta, num piscar de olhos, e que freqüentemente passam muito próximo da órbita da Terra, mas nenhum deles consegue nos atingir.” (1).

Por favor, não duvide, creia de todo o coração, deixe para trás os complexos, cresça na simplicidade da sabedoria de Deus. Não existe conhecimento humana capaz de explicar as coisas grandiosas que Deus fez e faz a todo o tempo é simplesmente impossível. Não deixe que Jesus siga para percorrer as cidades vizinhas, antes convide-O a morar eternamente em seu coração. Não deixe de viver o que você pode viver hoje para talvez viver amanhã ou, quem sabe, para nunca mais.

Embora tenha sido recepcionado de forma tão fria e com tanto desdém pelos seus, o Amor de Jesus mais uma vez nos constrange e nos ensina, porque mesmo sendo rejeitado em sua própria casa, pelos seus, ainda assim, Ele deixa claro que está por perto (... e percorreu as aldeias "vizinhas"), Ele não quer desistir de você, porque você insiste em desistir de si mesmo? (...e escadalizavam-se nele). Basta um gesto, um coração quebrantado com sede em conhecê-Lo para que Ele prontamente estenda a mão, volte ao seu encontro e faça tudo novo. Peça a Ele para te ajudar a começar, ou mesmo, para recomeçar. Peça ao Espírito Santo para auxiliá-lo a descobrir através do estudo da palavra de Deus a beleza de sua santidade e sabedoria. Acredite, Ele anseia gentilmente e docemente em atender o seu pedido.

Eu espero e oro de todo o meu coração, para que você, assim como Jó, diga: “Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora os meus olhos te vêem." (Jó 42.15)
Olhe neste dia mais uma vez para Jesus, dessa vez faça diferente e, experimente contemplá-Lo com os mesmos olhos de Amor, com o qual, Ele te vê.


Maria Sena

Rodrigo Fonseca Silva disse...

Maria Sena e Camila...

Creio que vc´s não se atentantaram para os reais questionamentos do meu texto...

Sou Cristão, e nunca deixei de ser...

Só não quero que me julguem graças a uma massa de cristãos, mediocres que nao se empenham no estudo da Palavra e no mais importante fazer diferença no mundo de hoje...

Antes de me julgarem..Poderiam pelo ter lido outros textos e analisado meu raciocínio, que aliás foi a partir de minhas conversas com o Senhor, que pensei em tais coisas...

Quando lerem o texto de novo, peço que se esvaziem de suas idéia pré concebidas... E por favor, leiam o texto todo...
POis pelo visto não entenderam absolutamente nada do que escrevi...

QUe o Eterno Consoladior Ilumine seus corações e mentes....