11.3.06

O Espírito Santo É Deus

O Espírito Santo é Deus.

Existem 3 características que são ÚNICAS e EXCLUVISAS de Deus:

ONISCIÊNCIA
ONIPRESENÇA
ONIPOTÊNCIA


O E.S. é Deus pois Ele existe antes da criação, (Gênesis 1), Ele é pré-existente, Só Deus é pré-existente, sendo assim Ele É Deus, A Bíblia nos relata em vários trechos que o Espírito livrou, curou, libertou da prisão e entre outras coisas... Coisas que somente Deus pode realizar.

O E.S. é ONIPRESENTE , pois Ele está em todos os lugares, e Ele mora (residência fixa) em todos os que crêem em Deus e em Jesus Cristo e Nele E.S., E ao mesmo tempo Ele estava em Paulo, que era pregava o evangelho aos gentios, e também estava em Pedro, que pregava o Evangelho aos Judeus, e a Bíblia diz algumas vezes, que foram “cheios do Espírito Santo”, e pregavam o Evangelho no mesmo período, já que Paulo pregava nas sinagogas e depois de expulso das sinagogas se dirigia aos gentios, vemos isso claramente em Atos dos Apóstolos. O E.S. conheça as necessidades de todos, pois intercede POR nós até com gemidos inexprimíveis.

O E.S. te ONISCIENTE, Ele sabe de todas as coisas, pois Por meio Dele as coisas foam criadas, o texto diz que o “Espírito de Deus” pairava sobre a face das águas, e disse Deus...

Se o E.S. não é Deus, porque o ÚNICO pecado que não é perdoado é blasfêmia contra o E.S. (Mt 12:32; Mc 3:29; Lc 12:10),

Se o E.S. não é Deus, porque a Bíblia afirma no Antigo Testamento que Moisés, Davi, Saul, Alias, Samuel e outros foram cheios do Espírito Santo, outras versões usam Espírito de Deus ou Espírito do Senhor, e o termo que é usado no hebraico (huach) foi traduzido para Paracletos ou Pneumatos, que é um referência ao clara os Espírito Santo, e todos os hebraístas dizem que é a mesma coisa...

Se o E.S. não é Deus porque a Bíblia lhe dá tanta ênfase, principalmente no N.T., somente o termo E.S. aparece 93 vezes na Bíblia, além dos termos Espírito do Senhor (75) e Espírito de Deus (92). Além de referências implícitas acerca do E.S. .

Se o E.S. não é Deus, porque Jesus nos ensina em Mateus 28:19 a Irmos batizar, as pessoas em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo? Jesus disse que o mandamento é amar a deus acima de todas as coisas, e o mesmo Jesus, disse que Ele (Jesus) e o E.S. nessa declaração tem o mesmo poder que Deus (YHWH), pois é “em nome do”.

Jesus disse que o Pai, lhes enviaria outro Consolador, que o termo “outro” aqui significa “igual a mim”, com os mesmos “poderes”, a mesma divindade, a mesma essência.

Se o E.S. não é Deus, como podemos afirmar princípios básicos acerca das Escrituras? Como A Inerrância das Escrituras, ou a própria existência de Deus? Ou a Salvação...

OU Deus, Jesus e o E.S. são uma ÚNICA pessoa, ou somos os maiores idólatras da FACE da Terra, que o próprio Deus Pai condena veementemente em TODA a Bíblia, e sendo assim NINGUÉM absolutamente NINGUÉM, é nascido do Espírito, como Jesus ensinou (Quem não nascer da água e do Espírito NÃO verá a Deus), sendo assim continuamos mortos em nossos pecados e delitos, somos cegos condutores de cegos (como Paulo ensina, e critica os fariseus de sua época).

Sendo assim, sequer podemos afirmar que Deus existe, já que a Biblia diz que o espírito inspirou os profetas, e usou Reis para abençoar e derribar os povos,

Não podemos afirmar que a Biblia diz a verdade sobre quem é Deus.

E como pecadores Deus não tem parte conosco, pois Deus não tem parte com o pecado.

Aliás, nem sabemos quem é Deus de fato. Porque se a Bíblia diz que o E.S. é Deus e não cremos nisso, como podemos afirmar que amamos Ele...

“Quão amáveis, são ó Deus, os SEUS Mandamentos”.

5 comentários:

Luís Wesley disse...

Caro Rodrigo, Shalom!

Gostei do seu blog, passei os olhos em tudo, mas li particularmente o seu último posting com o tópico "Espírito Santo é Deus". Toda a Trindade deve ser adorada, por aquilo que é; e louvada, por aquilo que realiza. Grato pela pesquisa bíblica que fez, e pelo forte argumento.

Com grande apreço,

Luís Wesley

qqlt8gktf78 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
renato disse...

tem uma passagem na biblia, o propio JESUS fala q nao quer glorias de homens, me explica isto por favor.

Anônimo disse...

Olá, gostei da abordagem que fez sobre o E. S. é biblico reconhece-lo como Deus, porem vc poderia arrumar o que dice sobre o Pai, Filho e ES. dizendo que eles são a "mesma pessoa". Isso esta equivocado, a doutrina da trndade diz que eles são tres pessoas distintas, porem coiguais em poder,eternidade e essencia. Tres pessoas em uma unica divindade.

Rodrigo Fonseca Silva disse...

Ao Anonimo - coloquei a expressão Única pessoa a fim de reforçar a idéia, entendo que são co-iguais, mas para fins pedagógicos fica mais forte única, e quando me refiro ao única, tinha em mente "objetivo, natureza".

Abs

E muito obrigado pelo comentário, muito oportuno inclusive, pois pude explicar melhor meu posicionamento.